terça-feira, 14 de abril de 2009

Amores proibidos



Onde está quem amamos quando amamos

outro corpo de fogo em movimento?

Pra que abismo corremos, pra que enganos,
quando as promessas são poeira ao vento?

De que matéria alheia mal tentamos
fugir quando a verdade mora dentro
de alguém a cujo céu nos entregamos
numa noite de sonho e de tormento?

Ainda somos humanos se traímos
por instinto um amor de tantos anos
e só àquele instante obedecemos?

Ainda somos humanos? Ou seremos
a febre que há no sangue quando vimos
de súbito morrer num corpo e vamos
em busca do inferno que merecemos?

Talvez por um momento então sejamos
sonâmbulos fantasmas do que fomos
reflectidos num espelho que não vemos

Ou talvez nesse corpo descubramos
a memória da alma que perdemos
pra sempre no momento em que transpomos
a fronteira dos gestos quotidianos
e ao sabor de um desejo destruímos
todas as intenções, todos os planos,
em nome dos prazeres mais supremos
na noite em que deixamos de ser donos
do nosso próprio corpo e abandonamos
angústias e remorsos e partimos
em busca da manhã que não sabemos

Onde está quem amamos quando somos
mais do que humanos? Mais? Ou muito menos?

Fernando Pinto do Amaral
Fotografia: Olhares


Ou somos tão egoístas que só nos amamos apenas a nós mesmos?!

15 comentários:

francis disse...

não, mas acima de tudo.

preto [e] branco disse...

A maior parte das vezes... é!!!

"...somos tão egoístas que só nos amamos apenas a nós mesmos"

É aí que se dá lugar à reflexão e ao sentimento da dor pelo "perdido".

até

Eu mesma! disse...

Bem...
amei esta parte...

Talvez por um momento então sejamos
sonâmbulos fantasmas do que fomos
reflectidos num espelho que não vemos

amei mesmo.....

:)

sonhos/pesadelos disse...

"Ou talvez nesse corpo descubramos
a memória da alma que perdemos
pra sempre no momento em que transpomos
a fronteira dos gestos quotidianos
e ao sabor de um desejo destruímos
todas as intenções, todos os planos,
em nome dos prazeres mais supremos
na noite em que deixamos de ser donos
do nosso próprio corpo e abandonamos
angústias e remorsos e partimos
em busca da manhã que não sabemos"
acho que diz tudo....
bjs endiabrados

maripoza disse...

todos somos um pouco egoístas sim...

beijo esvoaçante

Incapaz disse...

Talvez. Boa questão, mas creio que não!

Pedro Barata disse...

Não creio que no geral sejamos tão egoístas a esse ponto, apesar do nosso enorme egoísmo...
Beijinhos

Skywalker disse...

Somos egoístas sim. Uns mais que outros.

Beijokas

Milésimo disse...

É fantastico o poema e o significado que ele tem...
Faz-me pensar em Traição... Atracção... Desejo... Arrependimento... Pecado... Impulso... E tudo aquilo que nos passa pelo corpo e pela mente porque somos... Humanos.
Em consciencia ou não procurando aquilo que é incerto... puramente egoismo.

Serei explicito?
Não sei...
Mas sou um pouco egoista por não haver entraves nos meus sonhos e neles sou feliz.
Não será aquilo que todos queremos ser? Ou serei só eu a pensar assim?

Bj

Bj

mdsol disse...

A tua pergunta final tem muito qu ese lhe diga! Gosto muito destas tuas reflexões!

:)))

anjo disse...

ola amiga gostei mt do teu texto mas sabes para podermso amar alguém temos q amar a cima de td nós mesmos aí é o principal depois é q podemos amar alguém isso é possível eu ainda n encontrei esse amor mas acredito mas tenho q amar me mais para o poder o encontrar.
beijos e uma boa semana

Burzum disse...

Ou somos tão egoístas que só nos amamos apenas a nós mesmos?!

Espero bem que não...

**

paulofski disse...

Não ao ponto de carregar o espelho para todo o lado mas todos têm o seu lado egocêntrico, uns menos que outros felizmente.

Apenas eu disse...

Olá! Aqui está o tal golpe...
Somos sempre humanos. Mesmo quando traímos, porque não há pior traição do que aquela em que traímos os nossos próprios sentires.
Somos Humanos, é normal que de vez enquando deixemos o quotidiano e nos entregamos a um delirio qualquer, a um prazer, e nesse momento somos só nós. Mas não estamos de forma alguma a ser egoístas, estamos apenas a ser Humanos...
Não temos que deixar de amar ninguém, não temos que abandonar o nosso "quotidiano" ás vezes precisamos de ser apenas Mulheres com qualidades e defeitos.
Sentir o que já algum tempo deixamos de sentir... sei lá... há uma infinidade de coisas á volta deste tema por ti tão bem escolhido.

Quem amamos, está onde sempre esteve e nós somos apenas Humanos.

Um beijo Muito Grande.
Que a vida te deixe ser Humana, melhor que tu Te deixes ser Humana.

Anónimo disse...

Sinto-me senhora e dona do meu corpo, consciente de que não é eterno; mas nunca o traí. Agora a alma, alma é um passaporte para traições, desvairos e sonhos (fala o lado negro), sonhos que podemos eternizar para o bem ou para o mal. Mas o corpo é meu, puro, para a dor e para o prazer!


Anjinha