sábado, 28 de fevereiro de 2009

Ausência



Quero dizer-te uma coisa simples: a tua
ausência dói-me. Refiro-me a essa dor que não
magoa, que se limita à alma; mas que não deixa,
por isso, de deixar alguns sinais - um peso
nos olhos, no lugar da tua imagem, e
um vazio nas mãos, como se as tuas mãos lhes
tivessem roubado o tacto. São estas as formas
do amor, podia dizer-te; e acrescentar que
as coisas simples também podem ser
complicadas, quando nos damos conta da
diferença entre o sonho e a realidade. Porém,
é o sonho que me traz a tua memória; e a
realidade aproxima-me de ti, agora que
os dias correm mais depressa, e as palavras
ficam presas numa refracção de instantes,
quando a tua voz me chama de dentro de
mim - e me faz responder-te uma coisa simples,
como dizer que a tua ausência me dói.

Nuno Júdice

Fotografia: Olhares.com/Marta Romeiras

15 comentários:

Incapaz disse...

Que dizer?
Fica um sorrso e um beijo.

Eu mesma! disse...

um beijo minha linda porque....
não existem palavras que possam comentar este texto....

as palavras dele dizem tudo...

Lita disse...

O texto é maravilhoso. Tudo o que posso fazer é senti-lo... beijinhos.

escarlate.due disse...

conheço muito pouco de Júdice mas tenho de admitir que este texto é extremamente cativante

susana disse...

óptimo texto. Bela spalavras. Boa escolha.
su

anjo disse...

olá linda pois a ausencia é mt complicado magoa e sufoca mas temos que tentar respirar mesmo parecedo q o ar nos falta força amiga doi magoa e sufoca mas vais conseguir acredita bjs

Duarte disse...

Excelente relação imagem texto em plena reflexão

Um dia escrevi, quando tive que despedir-me da minha mãe para sempre...

Como dói e entristece o silencio da tua ausência.

Reconhecido

impulsos disse...

Um bom pedaço de leitura que aqui encontrei!
Sim, as ausências doem... doem muito!
E o pior é que os ausentes, na grande maioria das vezes, nem se apercebem...

Beijo

pedropina disse...

a ausencia de facto nao existe
é apenas fisica!

Incapaz disse...

Isso da dor de cabeça é que é pior :(

Se já ouvi?
Não faço a outra coisa.
A 1 (a melhor acho eu), 9, 10 e 14 são muito boas.
Tu deves gostar da 5, mas essa já tinha saído noutro álbum sem seer em dueto.

A.S. disse...

Obrigado por partilhares este belo poema do N. Júdice.

Mas... a pior das ausências é aquela que se sente apesar de acompanhados!...

Um beijo!

maripoza disse...

1 beijo e 1 abraço apertado....

as velas ardem ate ao fim disse...

simplesmente chorei.este homem esvreve divinamente.

um bjo

sonhos/pesadelos disse...

para existir uma ausencia dorida é pk já houve uma existencia colorida...é nela que deves ir buscar forças linda, mesmo que não seja milagroso quem sabe não ajuda...?
bjs endiabrados linda

OnlyMe disse...

Agradeço os vossos comentários, mas não existem palavras que me ocorram para comentar este poema. Apenas consigo sentir a sua força e beleza e todo o sentimento que ele me transmite. Como disseram... o poema diz tudo... basta senti-lo!
Adorei simplesmente lê-lo e poder partilhar com vocês essa emoção.

Jinhos :)