quinta-feira, 15 de setembro de 2005

Preocupação (42)

A velha senhora no ônibus

Você já notou uma coisa? O presente é sempre saboroso, o presente é sempre um êxtase. Preocupação e sofrimento são gerados tanto pelo que você queria fazer no passado e não pode, ou pelo que você quer fazer no futuro e não sabe se será capaz de fazê-lo ou não. Você já parou para pensar, já prestou atenção nessa pequena verdade, de que não há qualquer sofrimento no presente, nenhuma preocupação?
É por isso que o presente não perturba a mente – é a ansiedade que perturba a mente. Não há sofrimento no presente. O presente não conhece o sofrimento, o presente é um momento tão pequeno que o sofrimento não tem como caber nele. No presente só cabe o paraíso, não inferno. O inferno é grande demais! O presente só pode ser paz, só pode ser felicidade.

Ouvi dizer que uma velha senhora estava viajando de ônibus e estava muito ansiosa, preocupada, perguntando continuamente que parada era essa. O passageiro que havia sentado ao lado dela disse: “Relaxe, não se preocupe. O motorista irá anunciar cada parada, e se você estiver muito preocupada eu o chamarei aqui. Você pode dizer a ele onde quer descer, assim ele fica avisado. E você pode relaxar!” Ele chamou o condutor e a mulher disse: “Por favor, lembre-se, eu não posso perder minha parada. Preciso chegar com muita urgência.” O condutor disse: “Está bem, eu prestarei atenção, embora mesmo sem o seu pedido, eu iria anunciar cada parada, mas tomarei cuidado e virei até você e lhe avisarei quando sua parada chegar. Relaxe, não se preocupe com isso!” Ela estava transpirando e tremendo, parecia tão tensa. Então ela disse: “Certo, preste atenção, preciso descer no ponto final.” Ora, se era no ponto final, porque preocupar-se? Como você poderia deixar passar o ponto final? Não há como perdê-lo!
No momento em que você descansa, na hora que relaxa, você sabe que a existência já está em movimento, buscando algo maior, picos mais altos. E você é parte disso. Não precisa ter ambições distintas.
Isso é relaxamento: descansar, deixar de lado todos os objetivos pessoais, deixar de lado a mente que deseja alcançar metas, todas as projeções do ego. E assim a vida torna-se um mistério. Seus olhos ficarão maravilhados, seu coração pleno de admiração.
Não iremos nos tornar algo – nós já somos algo. Essa é a essência da mensagem daqueles que despertaram: que você não tem que alcançar coisa alguma, isso já lhe foi dado. É o presente de Deus. Você já está onde deveria estar, nem poderia ser diferente, você não pode estar em algum outro lugar. Não há nenhum lugar onde ir, nada para alcançar. E como não há nenhum lugar para ir e nada a ser realizado, você pode celebrar. Assim não há pressa, não há preocupação, nem ansiedade, nem angústia, nem medo de fracassar. Você não pode fracassar. Pela própria natureza das coisas é impossível fracassar, porque não existe a questão de ter sucesso.

2 comentários:

walterclinton4676 disse...

i thought your blog was cool and i think you may like this cool Website. now just Click Here

Tão só, um pai disse...

Pois, o sucesso, o que é isso? Os outros sentirem-se bem connosco, ou nós sentirmo-nos bem connosco?